7 Dicas de Exercícios de Musculação Para Emagrecer

Tempo de leitura: 25 minutos

musculação emagrece mesmo

Musculação emagrece mesmo?

O verão está chegando e todo mundo começa a querer entrar em forma. Começam as dietas milagrosas, os treinos intensivos, estamos sempre em busca de uma solução eficaz para emagrecer e ficar com aquele corpo sarado na estação mais quente do ano. Mas já parou para pensar se a musculação emagrece?

treino-de-musculacao-para-emagrecerOs exercícios de Musculação são de extrema importância se você deseja perder peso e conquistar o peso ideal com um corpo mais bonito e saudável.

Um treino de musculação geralmente é recomendado para quem busca adquirir massa muscular. Os treinos ajudam no fortalecimento e no ganho de tônus muscular e, com uma dieta regrada, você alcança os resultados esperados para aumentar o seu volume corporal.

A verdade é que os exercícios de musculação contribuem para todo o processo de emagrecimento, desde que sejam feitos da maneira correta.

Quem não pondera a intensidade acaba perdendo massa magra, ou seja, os músculos. Isso altera o seu metabolismo e se você tem tendência para engordar, pode acabar sofrendo com o efeito sanfona.

O que acontece é que muitas pessoas não atentam para o fato da importância dos exercícios de musculação e se preocupam apenas em fazer dietas, e claro, não alcançam os resultados desejados.

Musculação emagrece mais que aeróbicos?

musculacao-x-treino-aerobicoPensou em perda de peso já se fala em exercícios aeróbicos. Corrida, esteira, hidroginástica e caminhada são os exercícios aeróbicos mais comuns que a maioria das pessoas fazem para emagrecer.

Mas se você faz um treino de musculação bem feito, você aumenta sua chance de se livrar das gordurinhas.

A pratica da musculação emagrece porque os músculos precisam de uma grande quantidade de energia para realizar o seu trabalho do dia a dia, isso quer dizer que, quanto mais desenvolvidos os músculos forem, mais energia eles vão consumir. Com isso, mais calorias serão queimadas e você perde mais peso.

Já com exercícios aeróbicos você queima uma grande quantidade de calorias, porém, quando a atividade acaba, seu metabolismo desacelera, fazendo a queima de calorias diminuir. Os aeróbicos também não contribuem para você ganhar massa muscular.


Musculaçao

Musculação mantém o metabolismo acelerado

treino-de-musculacao-emagreceAo praticar exercícios de musculação, o seu metabolismo fica acelerado, essa aceleração continua após o treino e você consegue manter um gasto calórico depois de encerrar o exercício, ou seja, musculação emagrece.

Se nós compararmos, quando você termina um exercício aeróbico, seu corpo continua queimando calorias por até uma hora. Nesse intervalo você perde de 10 a 15 calorias devido ao exercício.

Em contrapartida, depois de fazer um treino bem feito de musculação, o seu metabolismo chega a ficar 12% mais acelerado. Depois de 15 horas após a atividade essa taxa ainda permanece mais alta que o normal, mas em uma escala menor, de 7%. É aí que você percebe que a musculação ajuda a perder muitas calorias.

Melhor esquecer os exercícios aeróbicos?

Como podemos perceber, a musculação emagrece mais que os exercícios aeróbicos, porém, não espere que ela vai resolver todos os problemas em um passe de mágica. Por isso é recomendado aliar os exercícios aeróbicos a sua rotina, afinal eles também proporcionam uma queima de gordura considerável.

Para que você consiga alcançar os resultados esperados, o ideal é praticar os dois tipos de exercícios pelo menos de duas a três vezes por semana, sempre com uma dieta balanceada e saudável.

7 Dicas de Exercícios de Musculação Para Emagrecer

Para facilitar a sua perda de peso de maneira mais saudável e consistente, confira nesse artigo 7 dicas de exercícios de musculação para emagrecer e diminuir a barriga.

Exercícios de musculação para emagrecer são excelentes de modo que você pode até mesmo executá-los no conforto de sua casa assim como também você não vai precisar ficar horas se exercitando, pois os treinos podem ser feitos em minutos.

Os exercícios de musculação que você ira conhecer abaixo são classificados como ideais para proporcionar queima de gordura e trincar o abdômen.

E o melhor: a queima de gordura acontece não somente durante os treinos; na verdade, seu corpo continuará queimando gordura mesmo após a finalização dos exercícios.

Esses exercícios de musculação para emagrecer são simples de modo que não há nenhuma necessidade de aparelhos, e para alcançar bons resultados não precisará se exercitar durante horas.

Isso porque os exercícios foram desenvolvidos para proporcionar alta queima de gordura no menor tempo possível.

musculação para emagrecer Dicas de exercícios de musculação para emagrecer

Antes mesmo de começar a executar os exercícios de musculação para emagrecer saiba que é importante frisar que os exercícios para emagrecer em casa realmente são partes fundamentais do processo de emagrecimento, contudo, não adianta nada você fazê-los todos os dias e continuar comendo de maneira desregrada.

Para alcançar ótimos resultados, além de fazer os treinos, é importante também seguir uma dieta balanceada e saudável.

Agora, caso você esteja há muito tempo sem fazer qualquer atividade física, é importante que você procure orientação de um profissional de educação física e de um médico.

A avaliação física e médica são essenciais para verificar como anda o seu condicionamento físico e qual a carga de exercícios ideal para você.

Veja abaixo as dicas de 5 exercícios de musculação que você pode fazer para emagrecer e definir o abdômen.

AB ROLLER

Segure o Ab Roller com as duas mãos e ajoelhe-se no chão.
Agora coloque o rolo de ab no chão na frente de você para que você esteja em todas as suas mãos e joelhos (como em uma posição de flexão ajoelhada para cima). Esta será sua posição inicial.
Lentamente, enrole o rolo de ab para frente, esticando seu corpo em uma posição reta. Dica: Desça o máximo que puder sem tocar o chão com o corpo. Respire durante esta parte do movimento.
Depois de uma pausa na posição alongada, comece a puxar de volta para a posição inicial enquanto expira. Dica: Vá devagar e mantenha seu abs apertado em todos os momentos.

Cuidado: Este exercício não é recomendado para pessoas com problemas na parte inferior das costas ou hérnias.

Variações: Se você estiver avançado, pode executar o exercício movendo o rolete ab para os lados de uma forma diagonal ao invés de para frente. Esta versão coloca mais ênfase nos oblíquos.

LEGG PRESS

Sente-se no aparelho e coloque suas pernas na plataforma diretamente à sua frente em uma posição de pé média (largura do ombro).

Nota: Para os propósitos desta discussão, usaremos a postura média descrita acima, que visa o desenvolvimento geral; no entanto, você pode escolher qualquer uma das três posições descritas na seção de posicionamento do pé.
Abaixe as barras de segurança que prendem a plataforma pesada no lugar e pressione a plataforma até as pernas ficarem totalmente estendidas à sua frente.

Dica: certifique-se de não bloquear os joelhos. Seu torso e as pernas devem fazer um ângulo perfeito de 90 graus. Esta será sua posição inicial.
Ao inspirar, abaixe lentamente a plataforma até que as pernas superiores e inferiores façam um ângulo de 90 graus.
Empurrando principalmente com os calcanhares dos pés e usando o quadríceps, volte à posição inicial enquanto expira.
Repita para a quantidade recomendada de repetições e assegure-se de travar os pinos de segurança corretamente quando terminar.

Cuidado: Sempre verifique se, ao voltar a colocar o peso no rack, a plataforma está bem trancada.

Variações:

Lineares: são assim chamados porque a força de descarga do peso não sofre nenhuma alteração em seu ângulo durante o movimento. São os leg press de 80º a 90° (leg press vertical), 45º e horizontal.

Angulares: são assim chamados porque com as variações da plataforma  e carrinho se moverem. Assim podemos melhorar a solicitação dos músculos diferentes da versão comum.

PEITORAL SUPINO

Proteja suas pernas no final do banco de declínio e deite-se lentamente no banco.
Usando uma empunhadura de largura média (uma empunhadura que cria um ângulo de 90 graus no meio do movimento entre os antebraços e a parte superior dos braços), levante a barra do rack e segure-a diretamente sobre você com os braços travados. Os braços devem estar perpendiculares ao chão. Esta será sua posição inicial. Dica: para proteger seu manguito rotador, é melhor se você tiver um observador para ajudá-lo a levantar a barra do rack.
Ao inspirar, desça devagar até sentir a barra na parte inferior do tórax.
Depois de uma segunda pausa, traga a barra de volta para a posição inicial enquanto expira e empurre a barra usando os músculos do peito. Tranque os braços e aperte o peito na posição contraída, segure por um segundo e depois comece a descer devagar novamente. Dica: Deve levar pelo menos o dobro do tempo para descer do que subir.
Repita o movimento para a quantidade prescrita de repetições.

Quando terminar, coloque a barra de volta no rack.

Cuidado:
Se você é novo neste exercício, é aconselhável usar um spotter. Se nenhum spotter estiver disponível, seja conservador com a quantidade de peso usada.
Além disso, cuidado para não deixar a barra avançar muito. Você quer que a barra toque a parte inferior do peito e em nenhum outro lugar.
Não balance o peso do seu peito. Você deve estar no controle total da barra em todos os momentos.
Variações: Você também pode usar halteres ou faixas de exercício para realizar este exercício

Esse é o tipo mais tradicional de supino existente, ideal para hipertrofiar (ganhar massa muscular e força), pois permite a amplitude total do movimento.

Ou seja, este exercício promove o ciclo completo do trabalho muscular, do alongamento ao encurtamento da musculatura, de forma bastante intensa e repetitiva.

Variações:
supino inclia]nado
pois é fundamental para trabalhar e desenvolver a parte superior dos músculos peitorais.

Como o nome já diz, inclina-se o banco cerca de 45° e, com o tronco e a cabeça acima do resto do corpo, faz o movimento tradicional do supino.

supino declinado
trabalha mais ativamente a musculatura peitoral inferior.

O posicionamento no banco também é o inverso do inclinado. Se no primeiro o tronco e os ombros estão acima do restante do corpo, nesse eles ficam abaixo, sendo as pernas a parte mais elevada durante o exercício.

SUPINO SENTADO

Ele pode ser feito em máquinas específicas, como o supino máquina (chest press), e promove o mesmo tipo de movimento e amplitude do que o tradicional, mas com muito mais segurança.

Essa variação é ideal para pessoas idosas e para os iniciantes pegarem melhor o movimento básico do supino.

FLEXÃO

As boas e clássicas flexões de braço, que podem ser feitas em qualquer lugar, são nada mais do que exercícios de supino realizados com o peso do seu próprio corpo. Poucos veem as flexões dessa forma, mas elas trabalham os mesmos músculos peitorais.

Ela é ideal para iniciantes e também para manter o condicionamento físico, como exercícios de manutenção ou para complementar uma série de treino, levando a musculatura à exaustão pela repetição, pois não há como aumentar muito a carga dessa atividade.

Contudo, existem várias formas diferentes de dificultar e aumentar a exigência desse tipo de exercício, como com flexões declinadas, explosivas, com um braço só, tirando as duas mãos do chão e batendo palmas, com a pegada mais fechada, com peso ou uma mochila nas costas ou em uma superfície instável, como uma medicine ball ou no halteres.

SUPINO COM CABOS
exercicios peitoral – Supino com CabosRealizar os exercícios de supino com cabos também é uma boa alternativa para variar os treinos.

Essa modalidade permite uma amplitude total do movimento, devido ao posicionamento do banco no meio do crossover, entre os dois pegadores do aparelho.

Por conta da resistência horizontal provocada pela tensão dos cabos, também é possível realizar esse supino sentado encostado no banco, sem nenhum tipo de apoio para as costas, ou até mesmo ajoelhado no chão ou sobre um colchonete, o que torna a execução muito mais difícil, uma vez que não há estabilidade nenhuma para o tronco.

Isso obrigará seus músculos estabilizadores a trabalhar de forma mais intensa para “segurar” o corpo e corrigir a distribuição irregular de peso de sua estrutura corporal.

SUPINO INSTÁVEL
exercicios peitoral – Supino InstavelQuer mais emoção e dificuldade?

Experimente realizar o supino com halteres em uma superfície instável, como aquelas bolas grandes e flexíveis de plástico, por exemplo.

É bastante complicado esse tipo de exercício e exige bastante também dos músculos abdominais, pois há pouca estabilidade para o tronco, o que eleva consideravelmente seu grau de dificuldade.

Porém, esse é mais um exercício de manutenção e de condicionamento físico, pois é inviável erguer grandes cargas ou forçar em demasia os músculos do peito, ombros e do tríceps. Por não ser um exercício totalmente seguro, é preciso ter muita cautela na realização do mesmo.

EARTHQUAKE BAR

Esse é bem legal, bastante diferente e um tanto quanto complicado de fazer. Aqui, a instabilidade está na barra do supino feita em bambu, uma material extremamente flexível.

O nome Earthquake não é a toa. O “terremoto” promovido pela flexibilidade e pela instabilidade da barra treme tudo e exige uma grande experiência e controle do atleta para realizar o exercício da forma correta. É supino level hard!

E essa dificuldade ainda pode ser ampliada com a colocação de discos, halteres, correntes, caneleiras ou kettlebells nas extremidades da barra.

Os exercícios de supino são uns dos mais legais de fazer na academia, pois dificilmente caem na mesmice nos treinamentos realizados, uma vez que há muitos tipos diferentes de supinos para você experimentar

PULL UPS

Agarre a barra de pull-up com as palmas das mãos voltadas para a frente usando o aperto prescrito. Nota sobre garras: Para uma pegada larga, suas mãos precisam ser espaçadas a uma distância maior que a largura dos ombros. Para um aperto médio, suas mãos precisam ser espaçadas a uma distância igual à largura dos ombros e para uma pegada próxima a uma distância menor do que a largura dos ombros.
Como você tem ambos os braços estendidos na sua frente segurando a barra na largura escolhida, traga seu torso para trás em torno de 30 graus, criando uma curvatura na parte inferior das costas e tirando o peito. Essa é sua posição inicial.
Puxe o seu tronco até a barra tocar o seu peito superior, puxando os ombros e os braços para baixo e para trás. Expire ao executar essa parte do movimento. Dica: Concentre-se em apertar os músculos das costas, uma vez que você alcance a posição total de contração. A parte superior do tronco deve permanecer parada enquanto se move pelo espaço e somente os braços devem se mover. Os antebraços não devem fazer outro trabalho além de segurar a barra.
Depois de um segundo na posição contraída, comece a inspirar e abaixe lentamente o tronco para a posição inicial quando os braços estiverem totalmente estendidos e as costas estiverem totalmente esticadas.
Repita este movimento para a quantidade prescrita de repetições.
Variações:

Se você é novo neste exercício e não tem a força para realizá-lo, use uma máquina de auxílio ao queixo, se disponível. Essas máquinas usam peso para ajudar você a empurrar seu peso corporal.
Caso contrário, um observador segurando suas pernas pode ajudar.
Por outro lado, levantadores mais avançados podem adicionar peso ao exercício usando uma cinta de peso que permite a adição de placas ponderadas.
A variação por trás do pescoço não é recomendada, pois pode ser difícil no manguito rotador, devido à hiperextensão criada pela colocação da barra atrás do pescoço.

 

Veja no vídeo do Queima de 48 Horas como fazer esse exercício:

>> Clique Aqui Para Acessar a Página Oficial do Queima de 48 Horas 2.0

6 – HIIT: Treinamento Intervalado de Alta Intensidade

treino-intervalado-de-alta-intensidadeConhecido como Treino Intervalado de Alta Intensidade (em inglês High-intensity interval training), é uma forma de treinamento estratégico, utilizando curtos períodos de intenso treinamento anaeróbio com intervalos de recuperação menos duradouros.

É também uma forma muito comum de exercício cardiovascular.

Composto de sessões de normalmente 4 a 30 minutos, esses exercícios intensos de curtos intervalos foram desenvolvidos principalmente para melhorar a capacidade atlética e física, além de melhorar o metabolismo de glicose de quem o faz.

Comparado as estratégias de exercícios mais comuns, o HIIT pode não ser o mais eficiente para tratar o excesso de sobrepeso e obesidade, ou até para o melhoramento de massa muscular e tecido ósseo. Isso, no entanto varia com o número de vezes que você pratica o HIIT dentro de uma semana.

Alguns pesquisadores e médicos questionam a funcionalidade do HIIT, dizendo que quem for o praticar precisa de uma grande motivação para passar pela série tão intensa desse regime de treinamento tão extremo.

Só para quem está preparado

Se você é daqueles atletas de academia que fazem figuração no meio do pessoal, pega o mesmo peso a mais de um ano, nem pense em praticar o HIIT.

Ele não é um treinamento fácil, mas o grau de dificuldade estará diretamente ligado aos resultados que você vai obter com a pratica da atividade.

O exercício aeróbico praticado em baixa intensidade não é tão eficiente para o emagrecimento, por isso é recomendável praticá-lo com musculação.

Entretanto, praticar no modo HIIT, você vai trabalhar de maneira mais eficiente para aumentar o gasto calórico.

Vantagens do treinamento HIIT para emagrecer

Nós podemos falar da maior vantagem desse tipo de treinamento que é o efeito EPOC, que representa o excesso de consumo de oxigênio pós-exercício.

Quando você treina forte, nós sabemos que ele demora para voltar para o seu estado normal. Nesse tempo que o metabolismo está acelerado, nós gastamos mais energia durante as 24 horas.

Há uma melhora da capacidade cardiovascular devido ao aumento da absorção de oxigênio de forma mais rápida do que exercícios aeróbicos com uma intensidade baixa, e ainda auxilia para a produção de hormônios para lipólise.

Musculação x HIIT

hiit-x-musculacaoA musculação é um tipo de exercício de resistência, com uma variação de carga amplitude, tempo de contração e velocidade controláveis, que se baseia em movimentos mecânicos e eixos definidos.

O objetivo é trabalhar os músculos de forma concentrada e isolada, através de um número de repetições que são divididos por grupos musculares.

Essa é a melhor forma de conseguir ganhos de força e massa muscular.

O que pode contar negativamente é o risco maior de lesões articulares e musculares e uma certa falta de dinamismo nos treinamentos, fato que diminui o potencial de perda de calorias.

HIIT: Curto período de tempo e alta intensidade

treino-hiit-e-musculacaoJá o HIIT consiste em trabalhar de forma intensa durante um curto período de tempo, intercalando com uma intensidade baixa.

É uma espécie de descanso ativo, que possibilita o corpo a se recuperar e realizar outro intervalo de alta intensidade.

O atrativo principal desse modo de treino é que você pode realizar treinos curtos sem a necessidade de executá-los diariamente e eles promovem uma queima de gordura mais significativa até mesmo que os exercícios aeróbicos comuns.

Os riscos existem para quem está voltando a treinar ou quem nunca realizou nenhum tipo de treinamento. É melhor iniciar com uma atividade mais leve até atingir um condicionamento para encarar a intensidade desse tipo de treino.

Como é feito o HIIT

treino-hiitO treinamento intervalado de alta intensidade pode ser descrito como uma sessão de treinamento composta somente de exercícios intensos e curtos.

Esses treinamentos geralmente são compostos de uma sessão de exercícios de aquecimento, então logo feitos repetições de alta intensidade separadas por um exercício de intensidade média para recuperação do fôlego e energias, seguido de um período de resfriamento.

Tais exercícios necessitam ser feitos na intensidade máxima para os melhores resultados enquanto os exercícios de intensidade média devem ser feitos em cerca de 50% da intensidade dos outros.

O número de repetições e duração depende de cada exercício, mas podem ser bem poucos, como três repetições de vinte segundos cada para o treino intenso.

Os exercícios feitos na parte mais intensa, costumam ser variados.

hiit

Não existe um planejamento e fórmula padrão para se fazer o HIIT, e dependendo do nível de desenvolvimento cardiovascular de alguém, a parte do treinamento de média intensidade pode ser praticada em simples exercícios, como uma pequena caminhada.

Uma fórmula comum é a utilização de 30 a 40 segundos de intensa corrida, seguido de 15 a 20 segundos de corrida lenta ou caminhada.

Pela fácil administração de tempo, e pela possibilidade de se fazer a série inteira em cerca de 4 minutos é o que deixa esse sistema mais atrativo, podendo ser feito por pessoas que tem um tempo muito limitado para dedicar ao corpo e saúde física.

Usar um relógio ou cronômetro mais complexo para conseguir gerenciar com facilidade o tempo de todas as séries e repetições é recomendado.

Qual é o mais eficiente?

treino-de-alta-intensidadeA queima de gordura resultante do HIIT é bem mais eficiente que os sistemas normais de musculação, porém suas etapas são muito mais árduas, apesar de durarem muito menos e consumirem muito menos tempo.

Em questão de tempo e custo benefício, HIIT pode ser praticado muito mais facilmente que musculações normais, porém necessitam de um preparo que pode por muitos ser somente adquirido com alguns anos de atividade física, incluindo musculação.

Um intermédio entre ambos pode ser o ideal para quem busca o emagrecimento e o aumento da massa muscular e óssea.

Resultados

Quando se fala em queima de gordura, o HIIT é mais eficiente. Porém perder gordura é uma das etapas do processo, então cada tipo de exercício tem sua parcela de contribuição para que você consiga alcançar o corpo que você tanto deseja.

Para quem sofre de sobrepeso pela resistência à insulina o HIIT é o mais recomendado, pois ele é o que melhor auxilia na diminuição dos níveis de sangue no corpo, comparado aqueles que fazem outras rotinas de atividades.

A falácia da perda de peso vs perda de gordura

Muitas pessoas relacionam o emagrecimento diretamente com a perda de gordura corpórea, e isso é um erro muito comum, e já diremos o porquê.

A massa muscular dentro de nosso corpo naturalmente ocupa uma área menor que a gordura, porém ainda assim ela possui um peso maior que a gordura, ou tecido lipídico.

Esse tecido lipídico ocupa uma área muito grande envolta de nosso corpo por debaixo de nossa pele, entre o músculo e a parte externa.

Quando alguém começa a emagrecer e a queimar esse tecido lipídico, a massa muscular começa a lentamente aumentar novamente, enquanto seu peso parece se manter muito estável, perdendo somente pequenas quantias.

O fato é que muitas vezes, a pessoa desiste de emagrecer pois ela começa a perceber que enquanto ela perde medidas, o peso continua o mesmo, ou dependendo pode até voltar a aumentar.

Para visualizar melhor o resultado do emagrecimento é necessário visitar um médico e fazer certos exames para ver com maior facilidade seu tecido lipídico e o aumento da massa muscular de forma regular.

É também recomendado somente se pesar uma vez no dia, de preferência em um horário regular durante todas as vezes, para facilitar sua administração de peso.

7 – Treinamento Queima de 48 Horas

q48 2.0Um método que está sendo muito utilizado desde seu surgimento é o Q48 (ou Queima de 48 Horas). Que é uma das vertentes mais famosas do HIIT.

Essa vertente permite que o seu corpo continue a queimar as calorias por até 48 horas após a finalização do treinamento, o que significa que você não precisará fazer os exercícios por mais 48 horas.

Esse método também utiliza somente o peso do corpo para fazer as atividades, não necessitando de equipamentos além das roupas que você deve usar enquanto se exercita.

Pelas facilidades desse método, você pode facilmente aplicar ele no conforto de sua sala, e eles consomem pouquíssimo tempo, normalmente de quatro a quinze minutos por dia. A proposta desse exercício é buscar o resultado de um ano em somente oito semanas.

Os exercícios são divididos em três níveis: iniciante, intermediário e avançado. Esses níveis são de acordo com seu preparo físico para fazer essas atividades, o que já diferencia dos outros regimes de HIIT que são somente recomendados para pessoas com alto preparo e disposição física.

Vantagens

q-48Esse treinamento é especialmente feito para quem não tem tempo de se dedicar a sua saúde física e disposição corporal, e por poder ser praticada tanto por experientes quanto por leigos na área de exercícios, a disponibilidade de se trabalhar com ele é muito maior.

É sempre recomendado fazer exercícios com pessoas por perto, para qualquer tipo de possível acidente você conseguir ser socorrido sem passar por problemas.

Mas a boa notícia é que esses exercícios não necessitam de acompanhantes ou professores, são séries simples.


O princípio é usar o próprio peso do corpo para executar os exercícios de forma mais prática e eficiente, então não haverá a necessidade de se usar qualquer tipo de equipamento normalmente utilizado em academias ou centros de treinamento.

A principal vantagem, o entanto, é a necessidade de somente fazer o exercício novamente, após dois dias. Ele continuamente irá queimar calorias de seu corpo por mais 48 horas após você ter feito os exercícios.

 Aulas Grátis do Sistema Q48 (Queima de 48 Horas 2.0)

q48-aula-2

Se você quiser saber mais informações sobre esse método revolucionário de emagrecimento que está ajudando milhares de pessoas a emagrecer e definir o corpo de forma saudável, eu recomendo que você faça os exercícios do Queima de 48 Horas 2.0.

Clique Aqui para Acessar 3 Aulas Grátis do Sistema Queima de 48 Horas 2.0

21 Comentários


  1. Muito bom, parabéns tanto pelo artigo como também pelo site!

    Responder

  2. Ótimas dicas de musculação para perder peso.
    Para que a pessoa consiga perder peso fazendo musculação é necessário que ela execute de uma maneira diferente daqueles que buscam a hipertrofia, por exemplo.

    Responder

  3. Finalmente, torna-se comum o entendimento de que aeróbio e emagrecimento não possuem correlações de alta eficácia. Obrigado pelo artigo!

    Responder

  4. Eu gostei desse artigo , pude aprender coisas que nao conhecia, estou grata a quem se deu trabalho de compartilhar conosco o seu precioso conhecimento. vou adotar

    Responder

  5. Texto muito interessante. Gostei do artigo! Eu procuro fazer os dois tipos: HIIT e Musculação, sou apaixonada por ambos.

    Responder

  6. Eu estou 6 kg acima do peso e já estou desesperado com isso rs, estou fazendo uma dieta mas vou começar a fazer exercícios pra ir mais rápido

    Responder

    1. Olá Ricardo, obrigado!!
      Estamos sempre nos esforçando para colocar conteúdos que ajudem as pessoas.
      Seja bem vindo.

      Responder

    1. Olá Pedro, muito obrigado.
      Estamos sempre colocando conteúdos de qualidade, visando sempre a boa saúde, com dicas e material inovador.
      Contamos com você!!

      Responder

  7. parabéns cara , otimo conteudo , sou personal e tenho visto que o que tem mais faltado no meio da musculação e profissionais qualificados , muito bom seu artigo irmão.. abraços

    Responder

  8. Falou falou de musculação e depois mostra exercicios aerobicos?

    Responder

    1. Oi Leandro, seja muito bem vindo!
      Estamos arrumando o texto, obrigado pelo seu feedback.
      Abraços.

      Responder

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *