Efeito Sanfona: Como Acabar e se Livrar de Vez?

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

É possível se livrar do efeito sanfona?

Hoje, as curvas e o peso de um corpo são um dos pensamentos mais presentes durante o dia de uma pessoa. E a televisão, as revistas, internet e os padrões de beleza, que mudam de uma hora para outra, são os grandes culpados por isso.

É ao tentar estar sempre de acordo com o que o mundo pede fisicamente que o efeito sanfona aparece, decepcionando milhares de pessoas ao redor do mundo.

Efeito Sanfona: o que é?

O efeito sanfona é o resultado do emagrecimento ou ganho de peso rápido demais. Ele pode ser gerado tanto por aquelas dietas malucas de apenas líquidos durante um mês inteiro e até mesmo pelas ações de emagrecimento com exercícios e dietas centradas.

O grande problema é que os resultados dessas dietas não permanecem, após algum tempo o antigo peso volta e pode vim até maior.

Parece fácil, mas manter o corpo dos sonhos é uma missão bem complicada. Continuar com bons hábitos de alimentação e exercícios durante toda a vida é um desafio, ainda mais para aqueles que finalmente chegaram ao peso que tanto gostariam.

Os fatores hormonais também são inimigos do novo peso e favorecem muito o aparecimento do temido efeito sanfona, que, quanto mais frequentes, mais interferem no processo de um novo emagrecimento.

Efeito sanfona: causas e consequências

Quando encaramos uma dieta drástica, deixando de comer ou diminuindo muito a quantidade de alimento diária, há um aumento de grelina e redução de leptina no sangue. 

Grelina é o hormônio da fome, que leva ao cérebro aos sinais de que o corpo está precisando de uma nova refeição e a Leptina é o hormônio da saciedade. É por isso que dizem que o organismo funciona como uma engrenagem e responde de acordo com as reações de cada órgão ou hormônio.

Quando esses dois hormônios, citados acima, são alterados, há uma instabilidade do metabolismo e todo alimento ingerido fica guardado de maneira diferente no corpo, porque o organismo entende que precisa se proteger devido a frequente falta de alimento do momento.

É normal que o organismo não educado acredite que está em perigo quando uma pessoa entra em dietas malucas, “protegendo” o corpo, facilitando que as calorias que aumentam o peso fiquem guardadas e dificultando o fim do efeito sanfona.

Além disso, existem pessoas que possuem uma predisposição natural em relação as oscilações de peso. Como os genes responsáveis pelo controle da obesidade são muitos, ainda é muito difícil responder o porquê disso.

Mas a idade e ser homem ou mulher aumentam muito as chances do aparecimento do efeito sanfona.

Efeito sanfona: como acabar?

Como vimos o efeito sanfona tem muita ligação com a pressa, emagrecer e engordar, engordar e emagrecer com frequência.

Mas calma, não precisa achar que emagrecer tem que ser um processo propriamente lento. Ele precisa ser saudável, por isso a reeducação alimentar e o aprendizado de hábitos saudáveis são as maneiras de excluir o efeito sanfona de sua vida.

É necessário ter em mente que, após chegar ao peso ideal, não se deve voltar aos hábitos errados que aconteciam antes do emagrecimento.

Não precisa permanecer em uma dieta restritiva como a antiga, porque o objetivo já foi alcançado, só que é necessário manter algum controle sobre como você cuida de seu corpo. Então, se era viciado em doces antes do regime e os comia todos os dias, não recaia a tentação, e muito menos volte a comer demais antes de dormir, por exemplo.   

Há pesquisas que apontam que grande parte das pessoas, inclusive os obesos, que conseguem manter o seu peso após o emagrecimento possuem uma coisa em comum: nenhuma delas abriram mão da alimentação controlada e saudável e nem dos exercícios físicos.

Ademais, todas elas tomam café da manhã diariamente (essa refeição, além de ser a primeira após acordar, é uma das mais importantes, por ser a que auxiliará nos resultados de um dia inteiro), ficam pouco tempo em frente à televisão e se pesam frequentemente.

A mudança de hábito é realmente um processo difícil, mas deve ser feito para que os objetivos sejam alcançados com êxito e não só durante um tempo.

Efeito Sanfona: Dicas de mudança de hábito

1 – Corra das dietas da moda

Essas dietas de capa de revista e que normalmente aparecem nas nossas redes sociais prometendo mil e um milagres da noite para o dia são muito difíceis de serem seguidas por muito tempo, é por isso que normalmente elas têm um tempo de validade.

Por exemplo: dieta da sopa de 14 dias; dieta do suco de 7 dias, entre outras.

É impossível que uma pessoa comum fique por muito tempo em uma alimentação maluca. Essas coisas não são nem saudáveis para o corpo, e por isso o abandono desse jejum ocorre completamente.

Ademais, o organismo fica todo prejudicado após esse tipo de processo, a massa muscular vai embora, desacelerando o metabolismo e prejudicando a capacidade de acabar com as calorias indesejadas.

2 – Busque pesos reais

Na grande maioria das vezes, o efeito sanfona acontece porque a pessoa quer ter um corpo impossível para ela, seja devido a questões genéticas e até mesmo por sua realidade pessoal.

De nada adianta perder 40 quilos, se o processo de ganhar e perder peso é constante. Aqui, mais vale perder 20 quilos e mantê-los. 

3 – Permaneça realizando atividades físicas diárias

As pessoas que conseguem manter o peso dos sonhos não abrem mão das atividades físicas diárias, por ao menos uma hora.

Exercícios aumentam a massa muscular e aceleram o metabolismo. Ou seja: tchau calorias!

É claro que não adianta apenas malhar, é preciso que esses hábitos saudáveis alcancem os outros setores da vida, como na hora de comer.

4 – Aprenda a controlar o estresse

Endocrinologistas afirmam que o estresse pode auxiliar no ganho de peso. Essa sensação pode facilitar a produção dos hormônios que aumentam a vontade de comer e diminuem o controle sobre o que é saudável ingerir ou não.

Normalmente, as pessoas correm para os alimentos mais gordurosos e calóricos em seus dias ruins e de estresse. 

5 – De olho na balança

A mudança de peso, sem grandes exageros, é algo habitual do corpo humano. É normal engordar quatro quilos em uma viagem ou no período de um ano, mas quando o acúmulo de peso é bem maior do que isso, quer dizer que o efeito sanfona apareceu.

Quanto mais isso acontece, mais difícil será voltar ao peso já conquistado. Por isso, se pesar uma vez na semana pode ser muito importante, assim é mais fácil detectar as mudanças bruscas de peso e correr pelo fim do prejuízo.

Efeito Sanfona: o que é a reeducação alimentar?

A reeducação alimentar é necessária para o fim do efeito sanfona.

É também um processo de doutrinação para mudanças de hábitos de alimentação, é quando as pessoas aprendem a comer de maneira saudável e correta, sem ter que deixar totalmente de lado os alimentos que tanto gostam.

É importante ter em mente que esse não é um processo que ocorre da noite para o dia. As mudanças ocorrem aos poucos para que tornem-se constantes.

Como o próprio nome diz, a reeducação quer educar o corpo novamente. As alimentações que antes eram gigantescas, passam a acontecer em porções e intervalos menores, diminuindo a fome e ao mesmo tempo a quantidade de comida ingerida.

As três principais refeições do dia que são o café da manhã, o almoço e janta deixam de ser únicas, pois durante a reeducação se aprende a importância de comer de três em três horas.

Também se aprende, por exemplo, que, se o objetivo é emagrecer rápido e manter esse peso, na hora do almoço e do jantar será necessário dar atenção as comidas mais leves, como verduras e legumes. Cores no prato são um sinal de saúde.

Cada pessoa possui um tipo de corpo e objetivos diferentes, por isso a reeducação alimentar não é igual para todos, é necessário que você entre em contato com especialistas para que eles personalizem a melhor opção para você.

É feito um estudo que leva em conta o histórico de vida e alimentar de cada um. Entretanto, a reeducação alimentar auxilia não só no fim do efeito sanfona e do emagrecimento correto, ela também melhora a saúde e auxilia na prevenção de doenças.

Efeito Sanfona: Exercícios regulares

Não é todo mundo que gosta de academia ou até mesmo de caminhar pela vizinhança antes do trabalho, para a sorte dessas pessoas nem só a academia pode ajudar nos exercícios regulares que te afastam do efeito sanfona.

É claro que para quem gosta é mais fácil, afinal, os exercícios com acompanhamento de educadores físicos são mais pontuais e geram resultados visivelmente mais rápidos. Quem aprendeu a gostar de malhar pesado, não precisa deixar de lado os treinos só porque conquistou o corpo dos sonhos.

Provavelmente o seu educador físico fará com que os exercícios agora sejam para manter o peso.

E caso o problema seja o ambiente fechado de academia, lembre-se que existem treinos personalizados para outros ambientes, como praias e parques. As atividades ao ar livre como o treinamento funcional, caminhadas, bike, surf também possuem ótimos resultados.

Em outros locais mais reservados, como nos estúdios de treinamento funcional, de pilates ou yoga.

Ademais, a companhia de um amigo na hora do treino pode ser uma ótima solução, ambos podem se ajudar e se incentivar para dar adeus a preguiça e não inventar desculpas para faltar durante as aulas. 

Uma playlist bem animada também ajuda muito, você entra no mundo e no ritmo do que é dito em seus ouvidos e nem enxerga a hora passar. 

Mas se mesmo conhecendo essas opções diferenciadas para encarar a academia, você ainda faz parte do time que sempre que possível foge dos exercícios físicos, saiba que eles podem ser realizados durante o seu dia a dia de forma leve e quase despercebida.

Das seguintes maneiras:

1 – Usando as escadas

Mora em prédio? Mesmo que seja no segundo andar, deixe de lado o elevador além de economizar energia está mostrando para o seu corpo que exercícios estão sendo feitos e que ele já pode responder a isso.

2 – Dançando enquanto limpa a casa

Dançar queima muitas calorias, e é o tipo de exercício que faz efeito no corpo mesmo depois do fim. Por isso, enquanto lava a louça, passa pano nos móveis ou varre a sala aumenta o som e remexa o corpo, o tempo vai até passar mais rápido.

3 –  Estacionando o seu carro mais longe

Ao invés de ficar gastando horas e horas procurando uma vaga perto do escritório, deixe-o mais longe do lugar de sempre e vá andando. Cada e todo passo é válido para a saúde física.

4 – Usando os enlatados como mini pesos

As latas de milho e as caixas de leite podem ser um ótimo peso auxiliares para o trabalho de resistência dos músculos como o do braço. E é possível utilizá-los enquanto assiste a televisão ou conversa com as amigas sentada no sofá.

5 – Andando pela casa durante os comerciais

As pessoas passam muito tempo do seu dia em frente a televisão, isso não é nenhum pouco saudável. Então, ao menos durante os intervalos levante um pouco do sofá ou da cama e vá andar, dance na sala, vá até cozinha (longe da geladeira, hein), vá até a janela de outro cômodo da casa.

Apenas faça algo e ajude o seu metabolismo.

6 – Alongando-se

O alongamento produz uma boa sensação para o corpo. Qualquer hora é hora de se alongar, seja no trabalho ou em casa separe um tempo para esticar o corpo.

Efeito sanfona tem solução

Agora você já sabe que é possível se livrar do efeito sanfona, mas que isso não ocorre da noite para o dia, certo? Por isso, além de seguir as dicas a respeito de reeducação alimentar e exercícios físicos entre em contato com um nutricionista ou qualquer outro especialista da área.

Conhecer o seu corpo é a maneira mais fácil de alcançar o corpo dos sonhos e esse corpo é aquele que você pode conquistar sem prejudicar a sua saúde. 

Efeito Sanfona: Como Acabar e se Livrar de Vez?
5 (100%) 1 vote

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *